49º Aniversário de ordenação Presbiteral de Dom Bernardino Marchió

49º Aniversário de ordenação Presbiteral de Dom Bernardino Marchió

Próximo dia 29 de junho, dia dedicado aos apóstolos São Pedro e São Paulo, também comemora-se o dia de Ordenação Presbiteral do bispo de Caruaru, Dom Bernardino Marchió (Dom Dino). Para comemorar a data, será celebrada uma missa na Igreja da Conceição, Marco Zero, às dez horas da manhã. Dom Dino, comemora 49 anos de vida dedicados a Igreja e ao povo. Escolheu como lema episcopal: “Alegres na...

Comemoração ao dia de São João na Cúria Diocesana

Comemoração ao dia de São João na Cúria Diocesana

  Hoje comemora-se em todo o Brasil e principalmente na região Nordeste, o dia de São João Batista, o Precursor. Na Cúria e Cáritas Diocesana, o dia começou com um momento de oração na capela que contou com a presença de todos os colaboradores.

Diocese de Caruaru recebe 1º Congresso de Catequese de Pernambuco

Diocese de Caruaru recebe 1º Congresso de Catequese de Pernambuco

A Diocese de Caruaru irá sediar o I Congresso de Catequese acolhendo toda Província de Pernambuco. O Congresso acontecerá entre os dias 21 a 23 de julho de 2017 e terá como tema norteador das reflexões: “Iniciação à vida cristã: encontro, anúncio e vida”. Será uma oportunidade de aprofundar a fé através de diversas facetas catequéticas no estilo catecumenal: o processo da iniciação cristã pela...

Conselho Permanente da CNBB aprova mudança de lugar para entrega dos Prêmios de Comunicação

Conselho Permanente da CNBB aprova mudança de lugar para entrega dos Prêmios de Comunicação

  Dom Darci José Nicioli, arcebispo de Diamantina (MG), presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB apresentou uma proposta relacionada à entrega dos Prêmios de Comunicação da Conferência ao plenário do Conselho Permanente da entidade reunido em Brasília, nesta terça-feira, 20 de junho. Ele propõe que se mude a ocasião da entrega dos prêmios que nos últimos anos...

  • 49º Aniversário de ordenação Presbiteral de Dom Bernardino Marchió

    49º Aniversário de ordenação Presbiteral de Dom Bernardino Marchió

  • Comemoração ao dia de São João na Cúria Diocesana

    Comemoração ao dia de São João na Cúria Diocesana

  • Diocese de Caruaru recebe 1º Congresso de Catequese de Pernambuco

    Diocese de Caruaru recebe 1º Congresso de Catequese de Pernambuco

  • Conselho Permanente da CNBB aprova mudança de lugar para entrega dos Prêmios de Comunicação

    Conselho Permanente da CNBB aprova mudança de lugar para entrega dos Prêmios de Comunicação

Notícias da Diocese

27-06-2017 Diocesanas Nascido na cidade de Busca – Itália, no dia seis de setembro de 1943, Dom Dino chegou ao Brasil em 1975, iniciando sua missão no país na cidade de Palmares - PE. Em 1991, foi nomeado bispo para cidade de Pesqueira – PE. No ano de 2002, Dom Dino foi nomeado bispo de Caruaru, tomando posse no dia 12 de janeiro de 2003. Oscar MarianoAssessor de Imprensa          

49º Aniversário de ordenação Presbiteral de Dom Bernardino Marchió

Próximo dia 29 de junho, dia dedicado aos apóstolos São Pedro e São Paulo, também comemora-se o dia de Ordenação Presb...

23-06-2017 Diocesanas Em seguida foi oferecido um café matinal, regado com várias delícias da época como canjica, pamonha e munguzá, além e de músicas com o autêntico forró. Dom Dino, também marcou presença e participou do momento de confraternização junina. Desejamos a todos um feliz São João com muita paz e alegria! Créditos das fotos: Israel Joab e Oscar Mariano  

Comemoração ao dia de São João na Cúria Diocesana

  Hoje comemora-se em todo o Brasil e principalmente na região Nordeste, o dia de São João Batista, o Precursor. N...

22-06-2017 Diocesanas O Congresso contará com a presença de Dom Bernardino Marchió, Bispo de Caruaru que está muito feliz com a realização deste I Congresso Pernambucano. O Assessor Pe Luiz Eduardo Pinheiro Baronto (Arquidiocese de São Paulo – Catedral da Sé) Sacerdote Católico, mestre em educação pela Universidade Federal de Pernambuco, professor de Liturgia no Instituto Pio XI (São Paulo), no Instituto Franciscano de Teologia (Olinda) e do Curso de Especialização em Liturgia da Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção (São Paulo), membro da Rede Celebra e da Equipe Nacional de Liturgia e Música da CNBB. O evento tem como público-alvo os catequistas das 10 Dioceses de Pernambuco. A Arquidiocese poderá enviar 25 catequistas, e as Dioceses 15 catequistas. A programação consta com diversas atividades, entre elas, cinco Oficinas à luz do tema geral, que os catequistas poderão escolher duas optativas para melhor facilitar na organização e desenvolvimento do Congresso. As Oficinas serão ministradas por especialistas em Liturgia, catequese e Pastoral, teremos a participação da Comissão Catequética do Regional Ne2. Para saber mais sobre o evento, bem como como fazer a inscrição para participar do Congresso, basta acessar o site: https://congressodecatequesepe.wordpress.com.

Diocese de Caruaru recebe 1º Congresso de Catequese de Pernambuco

A Diocese de Caruaru irá sediar o I Congresso de Catequese acolhendo toda Província de Pernambuco. O Congresso acontec...

16-06-2017 Diocesanas No pátio de eventos, Luiz Lua Gonzaga, os shows começaram às 20h, com a apresentação do Diácono Carlos Genê, que lançou seu CD. Depois as comunidades Restauração, Jesus Misericordioso e Resgate continuaram a animação do público, com muitas músicas de louvor e adoração. Com a chegada do Santíssimo Sacramento ao pátio, os fiéis se posicionaram nas duas laterais do grande tapete de pó de serra, fazendo um grande corredor para receber a presença do Senhor na Eucarístia. Em seguida houve a benção do Santíssimo Sacramento. Dom Dino, na oportunidade de estar com um grande número de fiéis, mostrou a camisa alusiva ao V Rios de Água Viva, que acontecerá no último domingo do mês de agosto de 2017. Para encerrar, o evento contou com um belíssimo show da cantora Rosimar Lemos, onde cantou e encantou a todos que estavam no pátio, com músicas de Pe. Zezinho, Pe. Reginaldo Mazotti, entre outros sucessos católicos. Parabenizamos a todos que participaram para o sucesso deste dia, os que trabalharam na confecção dos tapetes, equipes que se dedicaram a meses ao evento, a equipe Diocesana de Eventos e ao Pe. Alexssando que é o coordenador da RP Centro. Agradecemos a toda imprensa que cobriu o evento, a Fundação de Cultura, na pessoa do presidente, Lúcio Omena, aos policias, bombeiros, enfermeiros, equipes de limpeza, seguranças, enfim, todos que colaboraram direta e indiretamente, para que o nome do Senhor Jesus, fosse exaltado e adorado. PASCOM DIOCESANA  

Noite de Corpus Christi 2017

Na noite da última quinta-feira(15/06), Caruaru comemorou a noite dedicada ao Corpo de Cristo. Às 19h30min teve início a...

Notícias das Paróquias

05-11-2015 Paróquia Coração Eucarístico - Caruaru - PE Para a feliz comemoração deste acontecimento, estão acontecendo sagradas celebrações particulares e vários exercícios de piedade, a fim de que, ao longo do Ano da Vida Consagrada, seja promovida uma salutar devoção à São Félix e, com o seu auxílio, as práticas de piedade dos fiéis mais se conformem ao santo Evangelho. Portanto, para que seja mais abundantemente aberto para todos aqueles e aquelas que participarem das referidas celebrações o tesouro da graça divina, o Exmo. Suplicante impetra o benefício das indulgências plenárias aos fieis que participarem destes dias de celebrações a São Félix de Cantalice. Para melhor conhecer a vida de São Félix Cantalice, está à venda nos Conventos Capuchinhos e Paróquias por eles administradas o livro “O Homem do Pão”. A Penitenciaria Apostólica, por ordem do Papa Francisco, concede benignamente a Indulgência plenária, de conformidade com as costumeiras condições (confissão sacramental, comunhão eucarística e orações segundo as intenções do Santo Padre) a todos os fieis verdadeiramente arrependidos e movidos pela caridade, lucrável apenas uma vez ao dia, e aplicável também em sufrágio das almas do Purgatório, todas às vezes que, em sintonia com os objetivos do Ano da Vida Consagrada, participarem devotamente de qualquer celebração sagrada ou de algum piedoso exercício em honra de São Félix de Cantalice, ou que pelo menos se detiverem por alguns momentos diante dos seus restos mortais, ou de alguma imagem sua, e se recolherem em piedosa meditação, concluindo com o Pai-nosso, o Credo e as invocações de Nossa Senhora, de São Francisco de Assis e de São Félix. 18 DE MAIO - SÃO FÉLIX DE CANTALÍCIO RELIGIOSO (1515-1587) São Félix de Cantalice foi uma das mais populares e mais características figuras da Roma do século XVI. Nasceu na aldeia de Cantalício, pequeno povoado no sopé dos Apeninos, próximo de Rieti, em 1515. Até aos 30 anos, trabalhou no campo, como agricultor, viajando, depois, para Roma, não para gozar dos divertimentos da gente da cidade nem para melhorar sua condição de pobre e humilde. Entrou como religioso na Ordem dos Capuchinhos e, a partir de 1547, até à sua morte em 1587, dedicou- se a pedir esmola de porta em porta no Convento de São Nicolau, hoje chamado de Santa Cruz dos Luccesi. Passava pelas ruas de Roma, com o seu áspero e pobre hábito, pedindo esmola, não só para o Convento, mas também para os pobres e para os doentes. A todo aquele que lhe dava qualquer coisa dizia sempre: Deo gratias - Graças a Deus! Aos que não lhe davam nada, dizia também: Deo gratias. Por isso, bem depressa começou a ser conhecido pelo nome de Frei Deo gratias. São Filipe de Néri, o apóstolo florentino dos romanos, tornou-se o seu grande amigo. Quando São Filipe o encontrava na rua, pedia-lhe publicamente conselhos e ensinamentos. A simplicidade espontânea e popular de frei Félix rodeava-o de gratificante admiração. São Carlos Borromeu tinha-o em grande consideração, como muitos outros prelados que reconheciam naquele inculto, mas tão espiritual capuchinho, uma capacidade intelectual extraordinária. Predisse a Sisto V que este seria Papa e aconselhou-o a comportar- se dignamente quando o fosse. Viram-se muitas púrpuras cardinalícias e dignidades prelatícias a inclinar-se diante daquele aldeão, vestido de hábito capuchinho. Félix tinha temperamento místico. Dormia apenas 3 horas por dia. O resto da noite consagrava-o, na igreja, à oração, na contemplação dos mistérios da vida de Jesus. Comungava todos os dias o Corpo do Senhor. Nos dias santos era seu costume fazer a peregrinação às Sete Igrejas de Roma ou, então, visitava os doentes nos diversos hospitais da cidade. Alimentou sempre terna devoção para com Nossa Senhora que lhe apareceu muitas vezes e lhe entregou o Menino Jesus que ele estreitava amorosamente nos braços. Morreu aos 72 anos, no dia 18 de maio de 1587, arrebatado numa visão de Nossa Senhora. A sua sepultura, na igreja da Imaculada Conceição dos Capuchinhos de Roma, converteu-se em lugar de peregrinação. Foi canonizado por Clemente XI, a 22 de maio de 1712. Oração Senhor, que em São Félix de Cantalice destes à vossa Igreja e à Ordem dos Frades Menores Capuchinhos um admirável modelo de simplicidade evangélica, concedei-nos que, a seu exemplo, edifiquemos o vosso povo com a mesma irradiante alegria que o tornava amável para com todos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Charles Cavalcanti.

Capuchinhos Celebram os 500 anos de São Félix Cantalice em Caruaru

Os Frades Menores Capuchinhos do Nordeste do Brasil, estão comemorando neste ano de 2015, os quintos anos de nascimento ...

05-11-2015 Paróquia Nossa Senhora de Fátima - Caruaru - PE Desde outubro do ano passado, a comunidade paroquial realiza atividades missionárias e celebrativas para destacar estas comemorações. Maria, a mãe companheira e intercessora se alegra conosco e canta todos os Exutat’s e Magnificat’s da louvação ao Pai, pois Ele tem demonstrado em nosso meio, grandes feitos, pelas mãos da grande Mãe.   A Paróquia Nossa senhora de Fátima, recorda em suas festividades, a Peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Fátima no mês de abril. Uma experiência singular que ficou marcada nos anais de nossa história e no coração dos devotos. Grandes graças foram recebidas, tudo para marcar o jubileu de prata e o centenário das Aparições da Virgem em Portugal (2017). O ano de 2015 foi esperado com expectativas, pois celebrar a historia de uma comunidade é fazer memória de todos os seus atos e passos, durante este ano comemoramos em nossas celebrações e formações a trajetória desta missão. Aqui, em poucas linhas deixamos um traço de tudo que foi vivenciando em nosso meio paroquial: Nos meados da década de 80, os frades capuchinhos iniciaram sua missão e primeiras celebrações num terreno baldio localizado na futura construção das Cohab’s I e II. Um barracão de zinco era o lugar das liturgias e o espírito franciscano dos frades capuchinhos acompanhava o novo povo de Deus que estava se formando, além das comunidades da Vila Kennedy com a presença da Ir. Siciliana e as comunidades Rurais do 4º Distrito de Caruaru. A Paróquia do Convento acompanhou e viu crescer essa nossa querida Paróquia e nós devemos muito ao apoio do Frei Bernardino e Frei Tito de Piegaio, baluartes da nossa história. Dom Augusto Carvalho, com seu olhar de pastor quis acompanhar melhor esse início enviando a missionária Ir. Werburga (Beneditina). Amigos na missão em Caruaru, os dois sonharam e vislumbraram uma Futura Paróquia nestas terras. A Ir. Werburga com o projeto da Obra Kolping fez acontecer a ação de Jesus de relacionar fé e vida. Nas Obras sociais da Kolping o povo também rezava, celebrava a eucaristia, era catequizado, crescia os movimentos, grupos de jovens e da terceira idade. Inicia-se então, a construção da grande igreja matriz, inspirada no estilo arquitetônico alemão. Depois de um bonito trabalho, chegou a hora de enviar um padre para essa comunidade nascente, o Pe. Quirino fez uma experiência de 4 meses, mas quem realmente chegou pra ficar mais tempo foi o Pe. Sivonaldo, e nessa ocasião, trabalhando com inúmeros leigos fez acontecer tantas maravilhas, em construção de igrejas, como em formação desse povo. Enfim, no dia 13 de outubro de 1990, Dom Augusto Carvalho cria a Paróquia e por ter uma devoção a Nossa Senhora de Fátima, a comunidade inteira declara Maria padroeira com este título. Foi uma grande festa, muitos padres estiveram presentes. A partir de então, as comunidades urbanas e rurais foram crescendo, muitas igrejas construídas e o centro de pastoral. O caminho se faz e o Pe. Heleno José chega à Paróquia e com seu jeito cativante continua os trabalhos. É um tempo de formação e de reorganização pastoral e de fortalecer o espírito missionário nas comunidades, com a presença de seminaristas e religiosas. Novas comunidades foram surgindo, novas igrejas também. O surgimento de várias pastorais e movimentos sustentavam a vida eclesial. A aquisição da casa paroquial foi um sonho realiza pelos paroquianos e a conclusão do centro pastoral também, quando na ocasião dos 10 anos da Paróquia foi inaugurado. Pe. Heleno deu início no final do seu pastoreio, a reforma da igreja matriz, auxiliado pelo então seminarista Silvano, hoje Padre. Novos ares estavam se aproximando. Com a ordenação do filho da Paróquia Pe. Zenilson, e com as necessidades pastorais de nossa diocese, o então Bispo Dom Dino decide trazer o Pe. Janailton e o Pe. Zenilson para dar continuidade aos trabalhos. E no dia 28 de Janeiro de 2006, eles assumem o pastoreio. Pe. Zenilson, fica responsável pela Área Pastoral Sagrada Família e Pe. Janailton com as comunidades da Paróquia Nossa senhora de Fátima. Foi um momento de aprendizagem, os padres cresceram na experiência da administração e na evangelização. O Pe. Janailton deu continuidade a reforma da matriz, construiu uma nova casa paroquial, reformou várias igrejas e continua preservando com zelo os bens da comunidade, como acompanha com delicadeza a ação pastoral das comunidades, pastorais e movimentos dessa viva Paróquia. O Pe. Bartolomeu chega na Paróquia para assumir a Área Pastoral Sagrada Família e vem juntar forças e animar o seu povo na missão peculiar de suas comunidades. No dia 13 de outubro de 2009, o Sr. Edson Ximenes, depois de um tempo de formação é ordenado Diácono da Igreja e hoje grande colaborador. Os carismas e ministérios crescem em meio a nós. Portanto, hoje celebrando 25 anos de história, queremos cantar o nosso TE DEUM, e dizer: valeu apena tudo que temos vivido. Somo hoje uma família de 10 comunidades: a matriz (Boa Vista I-II),JardimPanorama, Jardim Boa Vista, João Mota, Três Bandeiras, Firmeza, Lajedo do Cedro, Japecanga, Xique-xique, Maria Clara e a Área Pastoral Sagrada Família.Os grupos: Pastoral da Família, ECC, EJC, ENC, Grupo Ressurreição (RCC), Catequese de Batismo, 1ª. Eucaristia, Crisma, Ministérios de música, Apostolado da Oração, Legião de Maria, Mãe Rainha, Cenáculo da Graça, Capelas de Santa Teresinha, Terço dos Homens, Ministros da Eucaristia, Liturgia, Coroinhas, Equipe do Dízimo e da acolhida, Pastoral da Criança e da Pessoa Idosa. Somos uma família que caminha na estrada de Jesus, que busca acertar e, na missão encontrar o sentido da nossa fé e da nossa vida, em comunhão com a sociedade e a Igreja de Jesus Cristo. Parabéns Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Parabéns a todos que fizeram, fazem e farão esta linda história. Deus seja Louvado por tudo! Amém! Pe. Janailton Alves dos Santos

Festa de N. Sra. de Fátima 2015

“O Todo Poderoso fez grandes coisas em meu favor” Lc 1,49. Com o Hino de Maria, a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, s...

10-11-2015 Paróquia Coração Eucarístico - Caruaru - PE O encerramento dos festejos do santo “Deo Gratias” aconteceu na celebração Eucarística das 18h, em seguida foi partido o bolo de aniversário do Convento e também, aniversário do Frei José Romildo Honorato do Nascimento, residente nesta fraternidade com a comunidade. Portanto, foi uma tríplice celebração. Charles Cavalcanti.

Capuchinhos celebram os 80 anos do Convento Sagrado Coração de Jesus

Os fieis frequentadores da igreja no Convento Sagrado Coração de Jesus em Maceió-AL, comemoraram neste domingo 08 de nov...

11-11-2015 Paróquia São José - Caruaru - PE “Jesus é a Palavra de Deus que se fez carne e veio morar no meio de nós (Jô 1,14). Supremo comunicador do Pai, optou por um processo inculturado e dialógico de comunicação, que se apresenta como um modelo básico para os projetos de comunicação de sua Igreja.” “Documentos da CNBB 59” Objetivo da PASCOM na Paróquia: 1- Ajudar na integração da comunidade.2- Participar da ação da comunidade na sociedade.3- Integrar todas as demais pastorais Plano de ação da PASCOM na Paróquia.4- Melhorar a comunicação entre as pastorais.5- Melhorar a comunicação entre a comunidade e a Assembléia.6- Promover a página do facebook e o site da paróquia. Planejamento: Saber diferenciar qual o mecanismo de comunicação que será mais apropriado a determinados tipos de evento e para qual público. Com a PASCOM na paróquia todos terão acesso aos meios de comunicação nas suas diversas dimensões, por meio da pastoral será possível manter informado em tempo real do que acontece na Paróquia. Por fim a equipe ficou satisfeita e apesar do pouco tempo, conseguiram esclarecer dúvidas e aprimorar cada vez mais os conhecimentos sobre a comunicação utilizada por todos os comunicadores envolvidos na propagação da Palavra de Deus. Clique aqui para visualiar as imagens!

Paróquia São José realizou encontro de Formação

A PASCOM (Pastoral da Comunicação) da Paróquia de São José realizou neste dia 07 de Novembro uma formação, que tem como ...

Notícias Mundo Católico

22-06-2017 Mundo Católico A motivação principal para a mudança de ocasião, segundo dom Darci, quer responder ao apelo dos bispos de se evitar a sobrecarga da pauta na assembleia e voltar a premiação para os eventos de comunicação de modo a valorizar a importância do evento. Um membro do Conselho lembrou que já houve uma itinerância da entrega dos Prêmios em vários eventos promovidos pela CNBB. Ressaltou-se, também, a importância de que os Prêmios conservem o princípio de serem um canal de diálogo da CNBB com a sociedade. A este propósito, a Comissão informa que a última cerimônia de entrega teve a participação ampla de pessoas e trabalhos que não são da vida interna da Igreja: 5 representantes importantes do mundo do cinema estiveram na Cúria da Arquidiocese do Rio de Janeiro; o prêmio de imprensa foi dado a uma reportagem marcante sobre conflitos de terra produzida por um grande jornal do País; o prêmio de internet contemplou leigos (não religiosos) que trabalham com moradores de rua de São Paulo; e um site jornalístico não religioso de Brasília que aposta em uma perspectiva diferenciada da notícia, a boa notícia. Os membros do Conselho Permanente aprovaram, em caráter de experiência, as propostas apresentadas pela Comissão de Comunicação sobre os prêmios. Para a edição de 2018, dom Darci anunciou que será feita também uma nova modalidade no sentido de favorecer a divulgação e a mobilização de toda a Igreja no Brasil. Será feita uma votação, pela internet, para a escolha de uma Menção Honrosa para cada prêmio – que é, pelo Estatuto dos Prêmios, uma atribuição da Comissão – com participação de mais pessoas. “Será uma bela experiência de maior participação por parte das bases das comunidades que vão ajudar os bispos na escolha dos melhores trabalhos de comunicação produzidos em todo o Brasil”, concluiu o presidente da Comissão de Comunicação.

Conselho Permanente da CNBB aprova mudança de lugar para entrega dos Prêmios de Comunicação

  Dom Darci José Nicioli, arcebispo de Diamantina (MG), presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunic...

20-06-2017 Mundo Católico   “A fé totalizante e sua doação completa ao Senhor e no mistério sacerdotal encontra a maneira plena e realizada para o jovem convertido”. O Papa advertiu aos sacerdotes presentes de que “sem sede de Absoluto podem ser bons funcionários do sagrado, mas não podem ser sacerdotes capazes de servir a Cristo nos irmãos”. Deste modo, convidou-os a ser “homens de fé, uma fé franca, não aguada; e homens de caridade, caridade pastoral para com todos aqueles que o Senhor nos confia como irmãos e filhos”. “Amemos a Igreja, queridos irmãos, e façamo-la amar, mostrando-a como mãe diligente de todos, especialmente dos mais pobres e frágeis, tanto na vida social como na pessoa e religiosa”. Mas o Papa também explicou o motivo da sua visita: “Vim aqui para homenagear a memória de um sacerdote que testemunhou que no dom de si a Cristo se encontram os irmãos em suas necessidades, para que seja defendida e promovida sua dignidade de pessoas, com a mesma doação de si que Jesus nos mostrou, até a cruz”. Ao mencionar o trabalho educativo, o Santo Padre manifestou que a palavra “abrirá o caminho à plena cidadania na sociedade, mediante o trabalho, e à plena pertença à Igreja. Igreja, com uma fé consciente”. “Isto se aplica aos nossos tempos, no qual só possuir a palavra pode permitir discernir entre tantos e muitas vezes confusas mensagens que recebemos, e dar expressão às instâncias profundas do próprio coração, como as expectativas de justiça de tantos irmãos e irmãs”. Dirigindo-se aos jovens, afirmou que “vivem – como tantos outros no mundo – na marginalidade”, mas “existem pessoas que estão perto deles para não deixá-los sozinhos e mostrar-lhes o caminho para um possível resgate, um futuro que se abre a horizontes mais positivos”. Aos educadores disse que a sua “missão é cheia de obstáculos, mas também de alegria”. “A sua missão é de amor, porque não se pode ensinar sem amar e sem a consciência de que aquilo que se doa é simplesmente um direito, o de aprender”. Francisco fez um apelo à “liberdade de consciência”, que seja capaz de “enfrentar com a realidade e orientar-se guiada pelo amor”. “Viver a liberdade de consciência autenticamente, como busca do verdadeiro, do belo e do bem, dispostos a pagar o seu preço”.

Amemos a Igreja mostrando-a como mãe a todos

A pequena visita do Papa Francisco a Barbiana (Florença) culminou na igreja da cidade, com a saudação a diversas pesso...

19-06-2017 Mundo Católico Segundo a ONU, a desertificação é definida como um processo de degradação ambiental causada pelo manejo inadequado dos recursos naturais nos espaços áridos, semiáridos e subúmidos secos, que compromete os sistemas produtivos das áreas susceptíveis, os serviços ambientais e a conservação da biodiversidade. A entidade afirma ainda que os efeitos da desertificação afetam diretamente cerca de 250 milhões de pessoas, enquanto cerca de 1000 milhões estão em áreas de risco espalhados por mais de cem países. Para sensibilizar e aumentar a conscientização sobre os esforços internacionais para combater estes fenômenos, o dia 17 de junho foi escolhido para celebrar o Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca. A celebração deste ano analisa a relação entre a degradação da terra e migração. “Entre outros, a degradação ambiental, a insegurança alimentar e a pobreza são causas da migração e as dificuldades para o desenvolvimento. Em apenas 15 anos, de 2000 a 2015, o número de migrantes em todo o mundo aumentou 173-244 milhões”, destaca o site da ONU que trata da comemoração. Em 2015, o papa Francisco publicou sua primeira encíclica “Laudato Si” que fala sobre o cuidado da casa comum e faz um alerta para os efeitos da degradação ambiental. No documento, Francisco se dirige aos fiéis católicos, retomando as palavras de São João Paulo II. “Os cristãos, em particular, advertem que a sua tarefa no seio da criação e os seus deveres em relação à natureza e ao Criador fazem parte da sua fé, mas se propõe especialmente entrar em diálogo com todos acerca da nossa casa comum”, destacou o pontífice. No Brasil, a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM), organismo ligado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) favorece o fortalecimento de ações no combate à desertificação. “A REPAM busca fortalecer, incentivar e congregar inciativas que atuam na defesa e no cuidado de nossa Casa Comum, de modo particular, àquelas que agem no combate ao desmatamento e fortalecem os Povos da Floresta – povos indígenas, quilombolas, comunidades extrativistas, ribeirinhas e da agricultura familiar –, como é o exemplo do Fundo Dema, um fundo fiduciário que apoia projetos coletivos que visam a valorização socioambiental dessas populações e preservação do Bioma Amazônico”, explica coordenadora de comunicação da REPAM-Brasil, irmã Osnilda Lima. Acordos de cooperação Na busca de um desenvolvimento sustentável e integral, o Brasil junto com outros 192 países, é signatário da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos das Secas – UNCCD (sigla em Inglês). Esse compromisso estabelece padrões de trabalho e metas internacionais convergentes em ações coordenadas na busca de soluções qualitativas que atendam às demandas socioambientais nos espaços áridos, semiáridos e subúmidos secos, particularmente onde residem as populações mais pobres do planeta. O Fundo Dema é resultado da luta e da conquista das organizações, entre elas a Prelazia do Xingu e movimentos populares da Amazônia Brasileira, que se materializou por meio de um processo de parceria desses atores sociais, o Ministério Público Federal (MPF) e o Governo Brasileiro, e tem origem quando cerca de seis mil toras de mogno, madeira nobre da Amazônia, extraídas ilegalmente, foram apreendidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). “Por meio da pressão social e mediação do MPF, o IBAMA doou a madeira à sociedade civil como uma forma de reconhecer e fortalecer as comunidades das quais o produto havia sido extraído ilegalmente”, destacou irmã Osnilda. Panorama Brasil No Brasil são 1.480 municípios suscetíveis a esse processo que pode ser causado pelo homem ou pela própria natureza e agravados pelas questões climáticas e que atinge, particularmente, os estados do Nordeste, além de Minas Gerais e Espírito Santo. No Brasil as áreas susceptíveis à desertificação correspondem à aproximadamente 15% do território nacional (1.344.766 km²), abrangendo 1.491 municípios em nove Estados da região Nordeste, no norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo, segundo dados de 2016 divulgados pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), associação privada sem fins lucrativos, parceira do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Estudos realizados pelo CGEE mostram que esta área possui uma população estimada pelo IBGE em 2016 de 37.180.844 habitantes. Com base em estudos da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos – Funceme, cerca de 5% destas ASD (70.279 km²) estão fortemente afetadas por desertificação. Os Estados mais comprometidos em termos absolutos são Bahia, Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. No último capítulo da encíclica “Laudato Si” o papa convida a todos a reformular hábitos e comportamentos. “Toda mudança tem necessidade de motivações e de um caminho educativo; estão envolvidos todos os ambientes educacionais, primeiro a escola, a família, os meios de comunicação e a catequese”, ressalta Francisco no documento. Fonte: CNBB

Os desafios e iniciativas sustentáveis da Igreja e da sociedade no combate à desertificação e a seca

A seca e a desertificação do solo têm sido combatidas com iniciativas que contribuem para o uso sustentável de terras ...

07-06-2017 Mundo Católico Atualmente, Monsenhor Francisco Cota estava trabalhando como Administrador Paroquial da Paróquia de Nossa Senhora do Pilar, de Pitangui, e como Ecônomo Auxiliar Diocesano. Monsenhor Francisco Cota Natural de Onça do Pitangui - MG, Padre Chiquinho, como é carinhosamente conhecido, nasceu no dia 05 de agosto de 1969. Ele completou seus estudos em filosofia na Pontifícia Universidade Católica de Belo Horizonte (1992-1994) e na mesma cidade estudou teologia no Instituto Dom João Rezende Costa (1995-1998). Ordenado sacerdote no dia 01º de agosto de 1999, pela imposição das mãos de Dom José Belvino, Bispo Emérito de Divinópolis, Monsenhor Francisco já trabalhou por três paróquias da Diocese de Divinópolis. De 1999 a 2009 ele trabalhou na Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, em Carmo do Cajuru - MG. De 2010 a 2017 ele trabalhou na paróquia de Sant’Ana, em Itaúna - MG. E, desde o dia 29 de janeiro deste ano de 2017 ele está trabalhando na Paróquia de Nossa Senhora do Pilar, em Pitangui – MG. Ele também é Promotor de Justiça na causa pela Beatificação do Servo de Deus Padre Libério. Monsenhor Francisco também foi Assessor Diocesano de Pastoral da Juventude, Vigário Forâneo das Foranias do Divino Espírito Santo e de Sant’Ana e professor do Seminário Diocesano. Outras nomeações O Papa Francisco também nomeou o Padre Amilton Manoel da Silva, da Arquidiocese de São Paulo, para ser Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, e o Padre Juarez Delorto Seco, da Diocese de Cachoeiro do Itapemirim - ES, como Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro.  

Papa Francisco nomeia o Padre Francisco Cota como Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba

Papa Francisco nomeou como Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba o Padre Francisco Cota de Oliveira, do clero da di...

Santo do Dia

  • 28 Jun 2017 : Santo Irineu

    28 Jun 2017 : Santo Irineu Foi Santo Irineu quem escreveu contra os hereges, sobre a sucessão apostólica e muito dos dados que temos hojeCelebramos a memória do grande bispo e mártir, Santo Irineu que, pelos seus escritos, tornou-se o mais importante dos escritores cristãos do século II.Nascido na[…]

    Read more...

Pensamento do dia

  • Podemos levar o Evangelho aos outros, se ele permear profundamente a nossa vida.

telefone

Lista Telefonica

Ache na Nossa Lista Online
telefones e endereços de paróquias, Padres, instituições, Comunidades e muito mais.

CLIQUE AQUI ACESSAR>>
0853070116

Acenda sua

Velinha Digital

Acender uma vela digital é uma forma de manter a sua fé acesa.

ACENDER VELINHA >>

Artigos

Dom Dino

Leia todos os artigos publicados!

LEIA AGORA >>